Ametista: Significado, cores, joias com a pedra e curiosidades

Publicado: 18/07/2019

A ametista é a variedade de quartzo mais valiosa e admirada, ela pode dar mais elegância na decoração de um imóvel, ou brilhar em algum pedido especial.

Para os estéricos, ela é utilizada para transmutação de energia. Tanta versatilidade e beleza aliada ao seu significado fazem, desta pedra uma das gemas naturais mais admiradas do mundo.


Essa encantadora pedra de cor violeta sempre fez sucesso, na mitologia grega, a ametista é citada na passagem em que Dionísio derrama vinho sobre um cristal branco. Na antiguidade, sacerdotes utilizavam esta pedra para proteção espiritual. Hoje ela é amplamente utilizada no mundo da joalheria e sua beleza é tão valorizada que agrada até mesmo os mais nobres membros da realeza. 


A cor da ametista é formada por um composto químico de dióxido de silício (SiO2). Devido às condições em que a pedra é formada e a presença de impurezas de ferro, irradiação e de micro minerais, o quartzo incolor alcança a cor roxa e se torna ametista.


Sua cor naturalmente roxa pode apresentar muitas variedades de tonalidades, podendo ir de um lilás clarinho até um roxo intenso. Sendo a cor púrpura a de maior valor comercial.





De origem grega, o nome ametista vem de "amethystis", esta palavra é a combinação da letra a, que expressa negação, com methystós, que significa intoxicado ou bêbado. Portanto, o significado desta combinação é "não intoxicado", ou "não bebado".


Na mitologia grega há uma história que fortalece este nome.

Segundo a lenda, a origem da pedra ametista começou em um dia de fúria do deus Dionísio, deus do vinho e da festa. Neste dia, ele decidiu que soltaria seus tigres sobre a primeira pessoa que passasse por ele. Por azar, uma mortal chamada Ametista cruzou seu caminho enquanto se dirigia ao templo da deusa Ártemis. Ao se deparar com os tigres preparados para atacar, Ametista suplicou pelo auxílio da deusa. Para livrar Ametista de uma terrível morte, Ártemis a transformou em um cristal branco.


Diante do milagre realizado,  Dionísio reconheceu seu erro e derramou uma taça de vinho sobre o cristal, em prova de seu arrependimento, Assim, o cristal que era branco, recebeu uma tonalidade violeta.



Os poderes místicos da ametista

Lendas, folclores, cultura e acontecimentos ao longo da história influenciaram no surgimento da crença de que as pedras preciosas têm poderes místicos. No caso da ametista, que envolve o deus Dionísio, influenciou na crença de que esta pedra tem o poder de combater o vício no alcoolismo e acalmar a mente, além de afastar pensamentos negativos.


Na antiguidade, sacerdotes acreditavam que a ametista tinha poder de proteção e estava fortemente ligada à elevação espiritual. Por isso, na época, bispos da igreja católica usavam anéis de ametista.


A ametista também é fortemente relacionada à espiritualidade. A ela é atribuído o poder de transmutar energias negativas em positivas, proteção contra pensamentos ruins, tranquilizar a mente, elevar a intuição, despertar a criatividade e fortalecer a mediunidade. Inclusive na Litoterapia, técnica que utiliza pedras naturais para alcançar a cura energética.

A ametista é usada para os seguintes efeitos terapêuticos: amenizar problemas emocionais, melhorar o sono, aumentar a disposição, aliviar o stress, reduzir dores de cabeça e eliminar toxinas do corpo.


Na astrologia, ametista tem um elo forte com signo de peixes, mas também apresenta ligação  com o signo de aquário, gêmeos, câncer e sagitário.


De um modo geral, existem sugestões de pedras principais relacionadas a cada signo.  Entretanto é comum vermos versões diferentes de pedras dos signos. Isso ocorre porque esta definição dos cristais a determinado signo depende muito da visão de cada astrólogo.



ANEL CASSIS - AMETISTAS CARRE OURO ROSE














Voltar